FUSÃO CREPUSCULAR

Aqui onde fico
-Viva onomatopeia-
Há mais do que o silêncio de
Um grito agudo
Que rasga o peito
E corta a tarde agora sufocada.
Quando no crepúsculo
Amadurece o dia
Busco no horizonte
O corpo celeste como um fruto
Tardio.
É o sol que adormece
Num adeus breve
De céu cada vez mais vermelho.
Cores suportam o sol que desliza
Na abóbada que segura a tarde
De um poema líquido.
Líquida também eu fico
A transbordar por fora a
Minha canção salgada.
O dia cedeu agora à noite:
Nos outros a monotonia parece igual.
Para mim, o sol morreu até nova manhã
A sombra cobriu tudo ao redor.
Fresca. No poente de solidão,
Um sol de velas rápidas.

(27-05-1978)

*

Lília da Silva, actualmente, Lília Tavares

5605-LILIA TAVARES[3]

Tela de © Jeanie Tomanek

NÃO SEI

Não sei se nasceste
para o que é excessivo.
Excedes o caminho
das horas,
alargas desmesuradamente
as palavras.
De que são feitas
as tuas noites?
Tão longas como as minhas…
ou tão ténues e breves
que não se chamam noites
e, quem sabe, tenham
perdido o significado e o leito…
Intervalos serão entre
o luar e o sol nascente,
momentos longos e brancos
como densas brumas
para te perderes?
Não sei se encontraste
as tuas estrelas…
Não sei se respiras paredes-meias
com o esquecimento e a solidão como
te ignoras, te escondes?
Talvez no final dos dias,
sem ventos, entre a liquidez dos olhares
me reencontres e digas
porque não te debruçaste
na janela para sentires o corpo,
porque não encontraste
a voz, a luz, o fruto
entre tantas palavras sem sabor…

5521-LILIA TAVARES

Óleo s/ tela, por ©Michael and Inessa Garmash (Ucrânia)

Guardar

[Volto sempre aqui]

Volto sempre aqui. Ao meu lugar de mim.
A serenidade pousa na rocha mais alta. No meu lugar.
O vento cresce na tarde e evoca a noite. No meu lugar.
O amanhecer despe a noite como uma camisa de cambraia. No meu lugar.
O amanhã trará no colo uma braçada de flores.
O ar de alfazema deitar-se-á na minha cama.
Nos meus lugares espalhados.
Em partículas de mim. Eu. O outro nome da noite.

5345-LILIA TAVARES----------------------------------------------

Fotografia de ©Ben Goossens